quinta-feira, 3 de março de 2011

Coisas... de cidade...

As cidades, como as civilizações, nascem, crescem, declinam e morrem quando lhes faltam os recursos que as mantêm vivas e, acima de tudo, quando não possuem um projecto de vida próprio.

Julgo, se a memória não me atraiçoa, que Santa Maria da Feira tem hoje, com o CCTAR, uma oportunidade quase “épica” de “fazer contas” com alguns elementos urbanos, fundamentais para a definição de “memórias colectivas” e para a consciencialização global de melhores vivências.

Criar condições para levar a cultura às pessoas é, em si (creio), também um nobre acto de cultura. De cidadania. Mas também o é a opção de criar praças, espaços de vivência urbana, equipamentos. Qualificar o espaço público.

Torna-se pois, importante, discutir pontos de vista. Visões. Soluções.
Mas sem “saudosismos”. E sem arregimentações...

Ser “do-contra-porque-sim”... não será, estou certo, o melhor caminho.

4 comentários:

ATM disse...

Excelente!
Impecável1
Estou de acordo.
Só tenho pena da Vila Termal das Caldas de São Jorge.
Pasrou no "ILHA". Ainda bem o "iLHA"!
E agora o resto para a Nossa Vila Termal e para a Vergada?

ATM disse...

Excelente!
Parabéns!

Anônimo disse...

Excelente!
Parabéns!
E para a nossa Vila Termal
e para a Vergada?
ATM

bc23 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.